Regime monofásico para o simples nacional

Não são apenas as grandes empresas que tem problemas com produtos sujeitos ao regime monofásico. Os optantes pelo simples nacional também tem sérios problemas em relação ao PIS e a COFINS no regime monofásico.
A tributação monofásica no simples nacional não diferente dos outros regimes tem como intuito concentrar toda a tributação em apenas uma etapa da cadeia semelhante ao instituto da substituição tributária.
Neste artigo vamos demonstrar como a sua empresa vem errando quando o assunto é o regime monofásico no simples nacional.

Quais setores do simples nacional possuem produtos do regime monofásico

Diversos. Vamos falar de alguns:
– Autopeças
– Supermercado
– Farmácias
– Supermercado
São apenas alguns dos setores que possuem produtos sujeitos a tributação monofásica. Quando falamos em farmácia devemos observar a lei 10.147 que fala sobre essa tributação e sobre a lista positiva, negativa e neutra.
Cabe salientar que com o advento da Lei Complementar n.º 128, de 19 de dezembro de 2008, que alterou a redação do artigo 18 da Lei Complementar n.º 123, de 14 de dezembro de 2006, isso foi alterado e passou a ser permitido que os distribuidores, atacadistas e varejistas dos produtos sujeitos à incidência monofásica enquadrados no Simples Nacional destacassem as receitas relativas à venda desses produtos, para que não sofrer nova tributação pelo PIS e pela COFINS.

Afinal como a minha empresa pode se beneficiar do regime monofásico

Conforme observamos acima as receitas de produtos monofásicos não devem ter incidência no momento da sua apuração no simples nacional. O que acontece com freqüência é que as empresas acabam tributando novamente essa receita e conseqüentemente sendo alvo de uma bitributação.
Em nossas análises verificamos que grande parte dos setores afetados vem tributando seus produtos de forma errada devido a erros no cadastro tributário.
A análise do cadastro tributário é o grande diferencial para a sua empresa nunca mais perder dinheiro com tributos pagos de forma errada.

Consigo recuperar os impostos que paguei de forma errada

Sim. Consegue e o prazo para recuperar são os últimos 5 anos. Considerando que a sua empresa já vem tributando errado a recuperação pode alcançar grandes cifras.
Outro ponto muito importante é que todo o trabalho de revisão é feito de forma administrativa, logo tira o contribuinte do nosso demorado sistema judiciário o fazendo aproveitar o crédito de forma rápida e com impacto direto no seu fluxo de caixa.

Como contrato os serviços da sua consultoria tributária?

Abaixo temos um formulário para seu cadastro ou envie um email para contato@leandromarkus.com.br que ajudaremos a sua empresa a resolver esse imbróglio tributário.
Ressalto que a nossa remuneração é sobre o êxito logo você irá pagar um percentual que conseguir compensar logo é uma ótima alternativa para melhorar o fluxo de caixa da sua empresa.

Como contratar uma empresa de Consultoria tributária?

Contratar uma empresa idônea que faça um serviço de consultoria tributária é a parte mais importante do processo para o empresário, nos últimos anos temos observado uma séria de picaretas com soluções milagrosas e sabemos que tais soluções não passam de mentiras. A melhor forma de contratação é saber mais sobre a marca, expertise dos sócios e os trabalhos já feito pela empresa de consultoria tributária.
Se você percebe que o processo de consultoria tributária pode agregar a sua empresa, mas gostaria de trocar uma idéia sobre como fazê-lo, pode entrar em contato com a gente através da nossa página de consultoria.
Você concorda com a nossa visão?
Deixa seu comentário aqui embaixo com sua opinião!