6 passos para criar uma identidade visual que transmite credibilidade

6 passos para criar uma identidade visual que transmite credibilidade

Consultoria Tributária       7 de julho de 2017

Passo a passo para criar identidade visual

Muitas pessoas ainda confundem a identidade visual corporativa de uma empresa com sua papelaria.

Na realidade, a identidade visual é algo muito mais complexo e abrangente, do qual a criação da papelaria, na maioria dos casos, também faz parte.

Essa mistura de conceitos entre identidade visual e papelaria é compreensível e tem uma razão de ser.

Em alguns tipos de negócios, como PMEs e profissionais liberais, um dos únicos pontos de contato por meio de mídia com seus clientes se dá através da papelaria corporativa.

Para acabar definitivamente com suas dúvidas sobre estas duas importantes ferramentas de comunicação empresarial, vamos apresentar, a seguir, o conceito de identidade visual e 6 passos práticos para desenvolver a sua.

Criando um identidade visual de credibilidade em 6 passos

Identidade visual é o leque de elementos visuais; como cores, formas, tipografias, grafismos e símbolos, entre outros; usados em conjunto ou separadamente para transmitir a identidade de uma marca e seu posicionamento mercadológico para um público específico.

Portanto, fica bem claro que antes de começar a definir cores e tipos de letras, o primeiro passo é entender exatamente que mensagem passar com sua identidade visual e para qual público.

Só assim sua marca e seu negócio apresentarão a credibilidade necessária para que esse público se identifique de forma verdadeira e sincera.

1- Público-alvo

Qual é o tipo de público que sua marca quer atingir? Isso não se restringe a características sócio demográficas, como idade, gênero, renda, região onde moram, profissão, estado civil e outros.

Ainda mais importante que estes dados é saber definir o perfil comportamental de seu público, quais valores eles defendem, que tipo de ídolos admiram, que músicas ouvem, o que gostam de fazer.

Para fazer pesquisas de mercado deste tipo é possível usar, atualmente, formulários eletrônicos disponíveis na internet, alguns gratuitos, como o SurveyMonkey, Typeform e MindMiners.

2- Proposta de valor

Qual necessidade ou desejo de seu cliente sua empresa oferece ao mercado? A proposta de valor é esta solução para um problema dos clientes e que precisa ser transmitida para eles por meio de sua identidade visual.

Por exemplo: a proposta de valor de um restaurante é matar a fome das pessoas? Não apenas isso. Dependendo do posicionamento da marca, a proposta de valor pode incluir saciar a fome rapidamente e barato, como em um fast food; ou ao contrário disso: comer muito bem, ser visto por pessoas bacanas e impressionar seus convidados.

Com certeza a identidade visual destes dois tipos de restaurante será bem diferente.

O mesmo pode acontecer com um escritório de contabilidade, de consultoria ou Direito.

Algumas destas empresas podem ser especializadas em uma área específica, como RH e direito do trabalho; outras são mais amplas, atendendo uma gama variada de temas; e ainda outras se dedicam a temas mais complexos, como direito societário, fusões e temas semelhantes.

Por isso, defina claramente qual a proposta de valor de seu negócio, inclusive com aspectos intangíveis, como prestígio, satisfação pessoal, fama etc.

3- Logotipo

A criação do logotipo é a primeira etapa do processo de formação da identidade visual que vai trazer uma peça de comunicação.

O logotipo resume os elementos de sua identidade visual, que, usualmente são as cores, as formas, a tipografia e, eventualmente, um símbolo.

O símbolo será derivado das formas escolhidas, mas em algumas áreas específicas, há certas tradições, como nos símbolos da advocacia, da engenharia e da contabilidade, por exemplo.

Portanto, a criação de seu logotipo demandará a escolha destes três elementos, como detalhado a seguir.

4- Tipografia

Escolher a tipografia de seu logo, e que será usada em sua identidade visual, normalmente inclui a definição de 2 ou 3 famílias de letras.

Veja um breve resumo dos significados da tipografia:

  • Letras Itálicas: a inclinação das letras itálicas transmite movimento, agilidade e rapidez.
  • Letras com serifas (pequenos traços que arrematam as hastes das letras): com origem no alfabeto tradicional grego e romano, passam a ideia de tradição e sabedoria.
  • Letras “bold”: mais grossas, estão associadas à solidez e, em alguns casos, modernidade.
  • Letras “light”: com traços finos, sugerem precisão e uso da tecnologia.

5- Cores

Cores na publicidade e na identidade visual são outro elemento fundamental. Confira este guia de referências rápidas:

  • Azul: tradição, solidez e confiança
  • Vermelho: atenção, paixão e perigo
  • Amarelo: riqueza, luz e alerta
  • Laranja: calor, aconchego e proximidade
  • Verde: juventude, fartura e natureza
  • Roxo: nobreza, criatividade e misticismo
  • Preto: luxo, exclusividade e luto
  • Branco: paz, pureza e clareza

6- Formas

Formas arredondados estão ligadas às curvas da mulher e ao universo maternal. Simbolização integração, auxílio e união.

Já formas angulares se relacionam à agudeza de armas de corte, à agressividade masculina, usualmente sendo usadas para demonstrar arrojo, velocidade e aventura.

É claro que todos estes conceitos são relativos e só com ajuda de um bom designer será possível criar a identidade visual ideal e que passe a credibilidade que seu negócio precisa.

Na internet existem sites especializados em auxiliar empresas a encontrar este tipo de profissional, como a We Do Logos, por exemplo.

* Este post foi criado pela equipe da We Do Logos, o maior site de concorrência criativa da América Latina.