O que é Planejamento Tributário e porque a sua empresa precisa tanto?

O que é Planejamento Tributário e porque a sua empresa precisa tanto?

Consultoria Tributária       18 de setembro de 2017

Com a avalanche de impostos que recaem sobre as empresas e que engordam a carga tributária, o planejamento tributário tornou-se nos últimos tempos numa ferramenta mais do que necessária em qualquer organização que deseja manter a sua saúde financeira em dia.

A elevada carga tributária que incide sobre os produtos e serviços oferecidos pelas empresas brasileiras, tem se demostrado como o principal fator que contribui para os elevados preços dos bens consumíveis e serviços, pois a percentagem da carga tributária em alguns produtos chega quase a assumir a metade do seu valor total, o que no final das contas também prejudica o lucro da empresa.

Por isso, a implementação de uma ferramenta que consiga ajudar a empresa a lhe dar com esta situação que tende a agravar-se cada vez mais pelo desvio e má utilização dos recursos públicos, é extremamente necessária. E o planejamento tributário é de longe uma das ferramentas chaves para o alcance de tal objetivo.

“Não deixe de entender o que é o planejamento tributário e porque você deve aplicá-lo na sua empresa, já nos próximos tópicos deste post”   

O que é Planejamento tributário?

O planejamento tributário é um meio contábil ou fiscal que permite as empresas reduzirem a carga tributária de forma totalmente legal. E por este meio a firma consegue manter-se ativa no mercado, pois com este alívio de gastos, a empresa terá uma maior competividade no mercado interno e externo (se for o caso de uma multinacional).

 

E é importante sempre levar em conta que a diminuição de carga tributária proposta pelo planejamento tributário não é feita de forma ilegal, ou seja, não deve ser baseada na sonegação de impostos e outras práticas que vão contra a lei – Evasão Fiscal. Sendo que a aplicação correta desta ferramenta deve visar na utilização de meios legais para a redução de gastos na empresa – Elisão Fiscal.

“Entenda melhor como a Elisão Fiscal funciona na prática, já a seguir”

O planejamento tributário ou elisão fiscal pode ser aplicado de formas diferentes nas empresas, sendo que a primeira forma que é decorrente da lei, consiste na utilização da própria legislação que já induz por si mesma a redução dos tributos. Temos como principal exemplo deste tipo de elisão os incentivos fiscais que são fornecidos em cada estado.

Já a outra forma de aplicação da elisão pode ser feita em virtude de alguma brecha ou lacuna existente na lei, ou seja, a empresa recorre ao uso de elementos não proibidos por lei ou que evitam o fato gerador para reduzir os gastos. Um exemplo bem notável do uso deste tipo de elisão pode ser verificado quando uma organização se muda de um estado com impostos elevados para um outro que apresenta impostos menores.

E apesar destes tipos de elisão serem feitos dentro da lei e reduzirem os gastos no pagamento de tributos, é fundamental que durante este processo haja orientação de um profissional da área da contabilidade – o que pode ser feito por uma acessória contábil – de modo que o planejamento seja executado sem falhas.

O que ganho com o Planejamento tributário?

A necessidade de haver um planejamento de todas as atividades da sua empresa, inclusive aquelas que não dizem respeito ao pagamento de impostos e outros tributos, é vital do mesmo jeito que a água é para o ser Humano, pois se a empresa negligenciar os gastos absurdos que afetam-na, a sua sobrevivência estará em perigo.

Portanto, vale a pena investir num bom planejamento tributário para a sua empresa, pois os benefícios que advém da sua aplicação são bem vantajosos.

“Confira os principais ganhos que a sua empresa vai disfrutar aplicando o planejamento tributário, já a seguir”

>>> Você conseguirá evitar a incidência de alguns tributos

Não é segredo pra ninguém que o Brasil é um país cheio de impostos que principalmente compõe a lista de tributos das empresas, tributos estes que acumulam-se e acabam por tornar a carga tributária elevadíssima, fato que prejudica bastante a competividade da empresa.

Por isso, é importante aplicar o planejamento tributário, pois com uma boa gestão dos tributos será possível evitar que um determinado imposto incida sobre a sua empresa, ou melhor, você conseguirá por meio de uma análise que será feita por uma equipe orientada por um contador, travar o fato gerador do imposto e se livrar de mais uma obrigação tributária.

>>> Reduzir o valor recolhido a título de impostos

A redução dos impostos pagos pelas organizações é o ponto forte trazido pela elisão fiscal, uma vez que conseguir diminuir a quantidade de gastos em contribuições tributárias por meios legais que permitam a redução de uma alíquota ou pela mudança da base tributária, é importantíssimo para quem deseja manter a sua empresa a funcionar.

>>> Alargar o prazo de pagamento dos tributos

Essa é uma boa vantagem para aquelas empresas que por vezes não tem capital para poder efetuar o pagamento das suas obrigações tributárias a tempo, pois usando o planejamento para esta finalidade, você conseguirá retardar o imposto por meio dos regimes de caixa e de competência. Sendo que no primeiro caso os registros são feitos na data em que o pagamento ou o recebimento foi realizado, enquanto que o regime de competência faz o registro exatamente no dia em que o evento ocorreu, ou seja, na data do fato gerador.

Por onde começo para aplicar o Planejamento tributário?

Para aplicar o planejamento tributário de forma bem sucedida na sua empresa, você vai precisar antes de mais nada formar uma equipe que ajude-lhe na hora de botar a mão na massa. E é altamente recomendável que na equipe haja um especialista da área de contabilidade, pois este tipo de profissional conhece muito bem toda a legislação que envolve as tributações.

E você pode contratar uma assessoria contábil, visto que este serviço conta com especialistas da área de contabilidade que com certeza vão dar a orientação certa para a sua empresa aplicar o planejamento tributário da melhor forma possível e evitar desta forma gastos desnecessários em todas as atividades realizadas pela companhia.