O que a venda do HSBC pode nos ensinar sobre contabilidade

O que a venda do HSBC pode nos ensinar sobre contabilidade

Contabilidade       17 de agosto de 2015

Recentemente observamos a maior operação bancária de compra e vendas de bancos acontecendo no Brasil, o BRADESCO adquiriu o HSBC por R$ 17,6 BI a compra do Bradesco pode ensinar muito sobre negócios para os empreendedores, segundo alguns executivos do HSBC no Brasil o banco privilegiou as relações com o cliente em detrimento da rentabilidade, mantiveram excesso de pessoal e falharam em proteger os lucros contra a deterioração da economia nos últimos anos.


Indice do Artigo

 


Se observarmos as ultimas décadas vem sendo muito difícil a vida de um banco mundial no Brasil, atualmente os líderes do mercado são de origem brasileira. Segundo Claudio Gallina a saída do HSBC reflete a tendência de consolidação no setor bancário, com grandes bancos devorando rivais num cenário econômico mais difícil.

Segundo relatório do HSBC investidor no Brasil, o cenário recessivo se intensificou no último mês. A alta da inflação e a dinâmica menos favorável do mercado de trabalho vem provocando ajustes negativos no consumo das famílias. O faturamento do setor de serviços, medido pela Pesquisa Mensal de Serviços do IBGE, mostra um decréscimo em termos reais ao longo do 2º trimestre desse ano. As novas concessões de crédito à pessoa física também desaceleraram em termos reais, reflexo em parte do efeito negativo do ciclo de política monetária.

Ao falarmos em números da contabilidade cabe observar que em 2014, o retorno sobre o patrimônio líquido foi negativo em 4,2 por cento, ante número positivo de 15,5 por cento em 2011, já abaixo da média de 20 por cento dos maiores rivais. A operação do HSBC no Brasil era responsável por só 7 por cento das receitas e 1 por cento do lucro antes de impostos.

Com a análise acima percebemos como o HSBC já vinha anunciando a tempos que acabaria vendendo a sua operação no Brasil, a crise econômica que o pais vêm enfrentando também contribuiu e muito para a tomada da decisão.

Relatórios Financeiros e a sua Integração

O HSBC é bem valioso quando o assunto é informação relevante o mesmo tem um alto grau de confiança, a compra do Bradesco é bem interessante em termos de informação estratégica, pois o BRADESCO adquiri um banco com um alto grau de parametrização e conseqüentemente passa há economizar muito tempo em trabalhos burocráticos para acabar focando no seu core bussines.

Quando falamos em finanças possuir uma empresa organizada é extremamente importante para a tomada de decisões, basta observamos o tempo para o acordo ser fechado entre os bancos isso só foi possível pela organização e pelos relatórios contábeis fidedignos.

Contabilidade e a análise dos resultados

Os rumores sobre a venda do banco contribuíram e muito para resgates de R$ 5,7 bilhões nos cinco primeiros meses do ano segundo a anbima. Podemos observar que o motivo é claramente influenciado pela iminente saída do banco do Brasil, o que acaba trazendo impacto no resultado.

De posse de relatórios contábeis o HSBC constatou que sofria de falta de escala no Brasil segundo um executivo do banco para ser o terceiro maior banco dos dois mercados o HSBC teria que multiplicar o total de ativo em mais de seis vezes.

Pelos números apresentados pelo Bradesco ao mercado, a unificação das atividades terá de elevar o resultado dos ativos do HSBC rapidamente para que haja retorno sobre o investimento. O índice de eficiência operacional do Bradesco é de 39%, enquanto o do HSBC é de 63% – quanto menor o porcentual, mais rentável é o banco.

Nas contas do Bradesco, o HSBC deve apresentar um lucro recorrente de R$ 1,2 bilhão neste ano – o resultado apresentado pelo banco britânico foi de lucro antes dos impostos de quase R$ 650 milhões, em linha com o esperado pela instituição brasileira.

MÉTRICAS E FOCO

O Bradesco fez a compra do HSBC com um extremo foco podemos perceber isso na qualidade das informações e na confiança sobre o negócio. Em diversas entrevistas a diretoria do Bradesco sempre soube os números que esperam chegar, os números atuais e o ganho com a unificação das duas operações.

Analisar os números da operação é muito importante ainda mais quando fazemos transações desse valor, mais só analisar não basta se não pudermos ter confiança nos números analisados e isso o HSBC vinha fazendo muito bem no seu departamento de relacionamento com investidores.

Empreendedores e o controle financeiro da sua empresa

Como podemos observar na análise acima a operação só foi concretizada, pois as duas instituições valorizam e muito a contabilidade, tanto que só tomam decisões de posse de relatórios contábeis.

O empreendedor brasileiro ainda não apresenta tamanho nível de preocupação com tais relatórios o que acaba deixando falhando diversas áreas da empresa tais como a de contabilidade, custo, tributária entre outras.

Quanto maior o porte da sua empresa maior tem que ser o nível de utilização dos resultados, muitas empresas familiares agora passam a dar valor à gestão financeira mais o número ainda é muito baixo.

Todo negócio realizado pelas empresas acaba tendo como umas das premissas a geração do lucro e isso só é possível quando conhecemos na palma da nossa mão todos os nossos custos e as nossas despesas daí que entra a importância da contabilidade, pois a mesma faz esse papel muito bem.

O Bradesco economizou muito tempo com a compra do HSBC a compra fortalece o Bradesco nas regiões Sul e Sudeste e no segmento de alta renda.” O HSBC tem 5 milhões de clientes, sendo 1 milhão de alta renda, enquanto 76% das 851 agências do banco estão no Sul e Sudeste Com a aquisição, o Bradesco passa de 8,1 mil pontos de atendimento (agências e postos) para 9,4 mil, e encosta no Banco do Brasil no total de agências bancárias em funcionamento no país – 23,8%, contra 23,9% do BB.

RESUMO

Palavras como escala, produtividade, concorrência, market share não devem apenas fazer parte do vocabulário do empreendedor e sim devem fazer parte do dia a dia da empresa e só conseguimos fazer bom uso da mesma com relatórios.

O fluxo de caixa, lajida e ebtida devem ser número reconhecidos por todos os empreendedores que tem uma empresa e planejam obter crescimento da mesma, se você não possuir tais números. Lamento mais a situação da sua empresa pode não estar indo bem.

Você concorda com a nossa visão?

Deixa seu comentário aqui embaixo com sua opinião!

Quer saber mais sobre nossa consultoria tributária?

Conheça agora nossos serviços de consultoria em impostos.