Anúncio Urgente: o SPED vai quebrar a sua empresa

Anúncio Urgente: o SPED vai quebrar a sua empresa

Contabilidade       1 de setembro de 2015

Infelizmente é isso mesmo que leu acima o SPED vai quebrar muitas empresas nos próximos anos, temos observado um alto nível de especialização e tecnologia antes nunca vista na receita federal brasileira. No primeiro semestre de 2015 a Receita Federal contabilizou R$ 75,13 bilhões em autuações, aumento de 39,7% na comparação com o mesmo período do ano passado.

A maior parte dessas autuações teve como alvo os nos chamados grandes contribuintes, que foram responsáveis por 75,8% das ações de fiscalização nos primeiros seis meses deste ano. Esses contribuintes correspondem a 66% da arrecadação das receitas administradas pelo fisco.

Podemos observar que quando o assunto é fiscalização o assunto SPED vem necessariamente acompanhado, pois atualmente o SPED vem surgindo como base para várias autuações fiscais. Outra característica do novo estilo de autuação fiscal da receita é o seu nível de conhecimento em tecnologia, na maioria das fiscalizações atualmente o fisco vence, isso acontece pela exatidão das informações. Hoje quando o fisco produz o auto de infração ele já cruzou todos os dados econômicos financeiros da sua empresa, logo são raros os casos onde o contribuinte consegue vitória.

Nos últimos anos podemos verificar a estratégia nas auditorias executadas pela Receita Federal, focadas nos contribuintes com maior capacidade contributiva, que se valem, muitas vezes, de estruturas jurídicas para elidir o pagamento dos tributos, denominadas de planejamento tributário abusivo. A grande questão é que atualmente os pequenos contribuintes também são alvo em potencial em fevereiro a receita federal lançou a malha PJ. Neste primeiro Alerta, foram priorizadas divergências no IRPJ e CSLL, informados na Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ) e os valores confessados na Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF).

As micro empresas são o alvo do momento, pois na maioria dos casos não possuem uma gestão tributária adequada, observamos em diversos casos que as empresas possuem departamento tributário apenas para informar obrigações acessórias e em muitos casos comete diversos erros. A falta de esclarecimentos e de retificações na base de dados da Receita Federal pode resultar em autuações cujas multas variam entre 75% e 225% do valor do imposto.

Micro Empresa, Multas fiscais e Fiscalização Tributária

A partir do cruzamento com dados de outros Fiscos, a receita federal identifica diversas inconsistências tais como:

– Cartão de Crédito x Receita Total

– Compra de mercadorias x Saídas irrisórias

– Movimentação bancária inconsistente com o declarado

Essas são apenas algumas oportunidades que o fisco tem observado quando o assunto é fiscalização tributária, cabe salientar que a micro empresa deve urgentemente procurar a ajuda de uma empresa de consultoria tributária a fim de resolver tais problemas, as mesmas por não estarem preparadas como alguns contribuintes maiores acabam sofrendo e muito com uma autuação fiscal.

As omissões de receitas decorrentes de vendas devem ser um ponto de atenção constante para o empresário, muitos empresários acreditam que o fisco não tem como obter o conhecimento do real volume das suas vendas, uma pena, pois o fisco tem conhecimento e muito por sinal para obter tais informações.

SPED

SPED

Contador e o cruzamento dos SPEDS

Muitas empresas de contabilidade e escritório de contabilidade cientes do risco fiscal já vêm contratando o serviço de cruzamento de dados para muitos dos seus clientes, tal cenário é cada vez mais comum devido ao aumento da fiscalização.

O contador é muito importante nesse processo, pois em muitos casos o mesmo é o responsável pelo envio das informações ao fisco logo a parceria contador, consultor tributário e empresário é muito importante neste momento a fim de minimizar efeitos da fiscalização tributária na operação da empresa.

Se observamos o cenário das micro empresas brasileiras as mesmas vão sofrer mais pelo simples fato de não ter a área tributária como uma área estratégica, logo o planejamento tributário que deveria ter sido feito no inicio da operação nunca existiu e a maioria das mesmas só procura ajuda de um profissional da área tributária quando se vê com problemas.

Passivo Tributário e a realidade brasileira

Nos últimos anos nos acostumamos com o famoso jeitinho brasileiro, a grande questão é quando o assunto é imposto não existe jeitinho o fisco por muitos anos possuía uma ineficiência quando o assunto é cobrança tributária nem o fisco e nem as empresas são inocentes. De um lado, o fisco tem sido incapaz de fazer cobranças corretamente. De outro, as empresas não têm conseguido fazer o devido recolhimento de seus tributos.

A grande complicação é que muitos empresários ainda não mudaram a sua mentalidade para o novo cenário tributário brasileiro, nesse caso se continuarem com o mindset de sonegação tributária estão fadados ao fracasso.

Como contratar uma empresa de Consultoria tributária?

Contratar uma empresa idônea que faça um serviço de consultoria tributária é a parte mais importante do processo para o empresário, nos últimos anos temos observado uma séria de picaretas com soluções milagrosas e sabemos que tais soluções não passam de mentiras. A melhor forma de contratação é saber mais sobre a marca, expertise dos sócios e os trabalhos já feito pela empresa de consultoria tributária.

Se você percebe que o processo de consultoria tributária pode agregar a sua empresa, mas gostaria de trocar uma idéia sobre como fazê-lo, pode entrar em contato com a gente através da nossa página de consultoria.

Você concorda com a nossa visão?

Deixa seu comentário aqui embaixo com sua opinião!

Quer saber mais sobre nossa consultoria tributária?

Conheça agora nossos serviços de consultoria em impostos.